Tribunal mantém bloqueio a salário de senador

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região manteve o bloqueio parcial do salário do senador Benedito de Lira (PP-AL). 

O arresto é resultado de uma ação de improbidade administrativa movida pela Advocacia Geral da União, desdobramento da Lava-Jato. 

Segundo os procuradores, enquanto era deputado, Lira teria recebido vantagens indevidas por meio do operador Alberto Youssef.  

A ação envolve ainda o filho dele, deputado Arthur de Lira (PP-AL). De acordo com o Ministério Público, a quantia alcançaria os R$ 2,6 milhões e teria sido usada para o pagamento de despesas com a campanha eleitoral de 2010. A defesa vai recorrer da decisão. 
ROL