Avião que levava a Chapecoense sofre acidente na Colômbia

O avião Lamia 2933, que transportava a delegação da Chapecoense para a partida de ida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, na próxima quarta-feira (30), precisou realizar um pouso de emergência em solo colombiano na madrugada desta terça-feira. 

Segundo as autoridades colombianas, uma pane elétrica forçou a aterrisagem da aeronave próximo ao município de La Ceja, cerca de 50 km de Medellín, para onde o vôo se destinava. 

O fato ocorreu pouco depois da perda de comunicação com a torre de controle. Após identificarem a aeronave como sendo a que transportava a equipe catarinense, as autoridades locais iniciaram os procedimentos de resgate ao local, dificultados em função da localidade - uma região elevada, de difícil acesso - e das condições climáticas, dado que intensas chuvas atingem a região de Antióquia. 

Dessa forma, o acesso ao sítio do acidente se dá apenas por terra. Ao mesmo tempo, solicita-se à população local que não se aproxime do local, de modo a não prejudicar os trabalhos.

Cerca de uma hora e meia após o ocorrido, o lateral esquerdo Alan Ruschel foi o primeiro membro da Chape identificado entre os resgatados com ferimentos, seguido do goleiro Danilo. 

Há ainda a informação de que os hospitais próximos tentam localizar tradutores em português para realizar a comunicação com as vítimas, e números crescentes de sobreviventes sendo atualizados por agências locais. Em meio a inúmeras mensagens de solidariedade de clubes e figuras do futebol, a Conmebol informou que está suspendendo suas atividades até segunda ordem. 

O presidente da entidade, Alejandro Domínguez, está a caminho de Medellín para acompanhar o andamento da situação.
Goal